Clube do Opala de Fortaleza

Ligado . Publicado em Geral

O Clube do Opala de Fortaleza foi criado em 18/10/2004, por um grupo de amigos alucinados por Opalas. O clube não tem fins lucrativos, e sim, tenta manter e mostrar essa criação automobilística da GM. Existem dos mais diversos Opalas e Caravan no nosso clube, desde totalmente originais, modificados e também para arrancadas.  É de grande valor histórico para a memória, e evolução tecnológica de nossa indústria automobilística.
 
 
 
É uma associação de pessoas livremente constituída com a finalidade de proporcionar a cada um, individualmente, e ao grupo, como um todo, oportunidades de promover  a amigável interação entre sócios, amigos, parceiros e outras equipes e clubes, fazendo um lado social, solidário e participativo, ajudando quem precisa, ou seja, é um clube destinado para os que curtem e são apaixonados por opalas.
O clube, apesar de recente, já possui objetivos determinados, cujos membros esforçam-se para torná-los realidade. Estes buscam juntos a consolidação e o crescimento do clube, sem deixar de lado a amigável interação entre sócios, amigos e parceiros. Temos um compromisso em abordar em nosso site o automobilismo cearense em geral.
Agradecemos a todos os nossos sócios que confiam no nosso trabalho, e tem ajudado com o crescimento do clube.
 

OS ENCONTROS

Olá membros e amigos.
 
Amigo visitante você sempre será bem vindo aos nossos encontros, desde que seu comportamento não tenha atitudes fora do normal, que venha causar uma má imagem ao clube.
 
ENCONTROS DO CLUBE DO OPALA DE FORTALEZA 
Local: Pólo de Lazer da Parangaba(estacionamento)
Horário: 15hs às 18hs
 
NOS ENCONTROS:
- GRANDE PARTICIPAÇÃO DE CLUBES E EQUIPES DE FORTALEZA
- BAZAR DE PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA VEÍCULOS(OPALAS E OUTROS)
 

HISTÓRIA DO OPALA

Um carro que marcou época no Brasil. Linhas elegantes. Conforto. Espaço. Desempenho. O Opala faz parte do desenvolvimento da indústria automobilística do Brasil e também da realização dos sonhos do consumidor Brasileiro. 
 
 
Em setembro de 1968, a General Motors do Brasil lançava o primeiro Opala modelo 69, baseado no seu irmão de origem alemã o Opel Rekord "C", o Opala (derivado de Opel + Impala) tinha carroceria e desenho alemão e mecânica norte-americana. Anos depois, o Opala e sua família provaram que a GM lançou o carro certo no momento certo.
 
   Desde seu lançamento, o Opala prometia ser mais que um carro. A GM estava colocando no mercado toda uma nova geração de automóveis. 
Para isso, a General Motors do Brasil trabalhou dois anos e meio no projeto 676. 
O desafio era grande! Afinal para criar, projetar e construir um carro para atender as condições específicas de clima, topografia e pavimentação das estradas brasileiras era preciso uma profunda transformação nas instalações e nas rotinas operacionais da companhia, sem prejudicar suas atividades normais de produção de veículos comercias.
 
   Assim entre 1966 e 1968 foram criados mais de 3 mil empregos diretos, sem falar nas mais de 2 mil empresas nacionais que se tornaram fornecedoras da General Motors.
 
   Para os proprietários de Opala os avanços técnicos não eram o único atrativo. Para esses consumidores, o luxo, a elegância e o charme do Opala representavam um apelo irresistível. A receita deu certo. Em 1974, 5 anos depois de lançado, o Opala alcançava a casa dos 300 mil automóveis produzidos e os números foram crescendo ano a ano, a medida em que apareciam novos modelos, inovações técnicas, novas cores, novas linhas, novos opcionais. 
O modelo 1970 trazia caixa de câmbio de 4 velocidades. Em 1974 nascia a Caravan, descendente direta da linha Opala que já em 1976 recebia o título de carro do ano em eleição promovida pela revista Auto Esporte. 
A raça e a esportividade deram o tom nos anos seguintes, sempre mantendo as marcas registradas da família Opala: conforto e desempenho.
 
   A preocupação constante com a segurança teve como resultado o desenvolvimento permanente de equipamentos cada vez mais eficientes. 
1980 trouxe a grande sensação: o lançamento do luxuoso Diplomata.
 
   A linha Opala continuava com sua história de sucesso, adotando sistema de ignição eletrônica para os carros movidos a álcool e introduzindo a transmissão de 5 velocidades com a quinta marcha overdrive em 1982.
 
   Deixando para trás uma história de 24 anos e uma legião de admiradores que, ainda hoje, o consideram insuperável entre os carros produzidos no Brasil, neste momento o Opala se despede do mercado. Missão cumprida! "Adeus amigão!!! Dê muitas glórias e emoções!!! Você vai partir, mas ficará para sempre em nossos corações" (cartaz colado no último Diplomata, em meio a tantos outros...)
 
   E o nosso querido Opala continua fazendo uma legião de admiradores pelo Brasil e América do Sul.